Gestantes de Suape recebem orientações sobre cuidados básicos com a saúde

açãoUm grupo de gestantes, assistidas pela Unidade de Saúde da Família (USF) de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, receberam nesta terça-feira (28/03), orientações sobre cuidados diários com a saúde, no período da gravidez.  A ação, que faz parte da série de atividades realizadas pelas unidades de saúde do município, aconteceu na sede da USF. A iniciativa foi da Secretaria Municipal de Saúde.

Na ação, equipes da USF de Suape orientaram as mulheres sobre os cuidados básicos para evitar o mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, a chikungunya e também o vírus Zika, durante a gestação.Durante a atividade, também foi avaliado o peso das gestastes e aferida a pressão arterial, além disso elas também receberam a caderneta da gestante.

“Orientamos as gestantes sobre a importância da realização do pré-natal e de como evitar as doenças que são transmitidas pelo mosquito, além do uso do repelente”, afirmou a enfermeira da USF de Suape, Lígia Leite.  A enfermeira explicou ainda que a gestante deve ser acompanhada em consultas de pré-natal, realizar todos os exames recomendados pelo médico, não consumir bebidas alcoólicas ou qualquer tipo de droga, e não usar medicamentos sem orientação médica.

ZIKA – Em dezembro, o Ministério da Saúde foi notificado de 1.761 casos suspeitos de microcefalia relacionados ao vírus Zika, em 422 municípios de 14 unidades da federação. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial.

O risco foi identificado nos primeiros três meses de gravidez. As investigações sobre o tema continuam para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante.Os casos de microcefalia reforçam ainda mais a importância dos cuidados para eliminação do mosquito da dengue.

Texto: Amanda Falcão – Secom
Foto: Divulgação/Saúsde