Mais de mil toneladas de lixo já foram recolhidas no Cabo

POSTAGEM 03Desde que foi iniciada a operação de limpeza dos canais no Cabo de Santo Agostinho, mais de 1,2 toneladas de lixo foram recolhidas. A maior parte da sujeira é de plásticos, garrafas pet e de objetos, que causam problemas para população, principalmente em época de chuva.

A operação que começou pelo bairro de São Francisco, no início deste mês, se expande para outras localidades e praias do município. O secretário de Limpeza Pública, Raimundo Souza, comentou que o acúmulo de entulhos como materiais de construção, móveis e outros objetos descartados pela população é um dos mais frequentes problemas da cidade. “Observamos que, praticamente todos os bairros, tem esse tipo lixo nas ruas”, disse ele.

A Prefeitura está identificando as áreas de maior acúmulo desses materiais e providenciando a remoção. No entanto, Raimundo Souza, alertou que a administração municipal vai fazer valer a lei que pune o cidadão, que acumular entulhos de obras nas vias públicas. “A  Prefeitura é responsável pela coleta do lixo doméstico. No caso dos entulhos de obras, o cidadão deve contratar uma empresa de caçamba estacionária para o recolhimento deste lixo”, orienta o secretário de Limpeza Pública. Os donos das construções que não cumprirem a ordem serão multados de acordo com a lei de nº 1.520/89. Ele informou ainda que a Prefeitura deve retomar o programa de Coleta Seletiva, realizado na gestão anterior de Lula Cabral.

JEITO CERTO – O acondicionamento e descarte correto do lixo doméstico vai garantir a limpeza da cidade e evitar doenças, poluição dos canais, praias, além de preservar o meio ambiente. Observe o limite do saco para que, ao fechar, o lixo não se espalhe. Coloque o lixo na frente de casa próximo aos horários da passagem do caminhão de limpeza. Observe os dias e horários que o serviço de coleta atende o seu bairro.

Não jogue lixo em canais, praias, morros, etc. Se informe na Secretaria de Limpeza Pública como fazer para descartar móveis velhos, eletrodomésticos e outros objetos. O telefone é o 3521.6694 e também pode ser utilizado para informar focos de lixo.

A conscientização dos cidadãos somada  às ações do poder público é o caminho para garantir uma cidade limpa e com menos problemas. Esse é o lema que a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho pretende levar adiante na gestão.

Texto: Ana Cristina Lima