Secretaria de Educação e Fabricando Arte definem atividades de 2017

DSC_0170A Secretaria de Educação do Cabo de Santo Agostinho (SME), realizou uma teleconferência com os representantes técnicos do projeto Fabricando Arte, direto de São Paulo, na última quinta-feira (30/03). Na reunião foram acertadas as ações do projeto no Cabo, em 2017. O projeto, desenvolvido no país há cerca de 15 anos, é uma realização de responsabilidade social da Ingredion Brasil, em parceria com a Educação.

Na teleconferência, estiveram presentes o assessor técnico da SME, Rosemberg Nascimento, a gerente de Ensino, Fátima Almeida, o coordenador de Arte e Cultura, Sebastião Melo e dirigentes das escolas municipais que participarão direta ou indiretamente do projeto, em 2017. Os técnicos da SME puderam discutir com a parceira técnica do projeto, Kelly Freitas, como as ações do projeto vão promover a expressão pessoal de dezenas de estudantes do Ensino Fundamental em vulnerabilidade social, através da pintura.

A data inicial do projeto está marcada para o dia 17 de abril. Foram escolhidas quatro escolas que receberão semanalmente as aulas artísticas propiciadas pelo Fabricando Arte. As escolas Dr. Cláudio Gueiros Leite, no Centro, e Pe. Antônio Melo Costa, na Charneca, terão atividades nas segundas-feiras. Já as escolas Manoel Davi, em Ponte dos Carvalhos, e Laura Rodrigues, em Pontezinha, terão as aulas de pintura nas sextas-feiras.DSC_0168

Além das escolas com atividades letivas, mais quatro escolas municipais foram contempladas para receber oficinas e exposições com quadros produzidos pelos estudantes do Cabo e crianças do mundo inteiro. Cada uma das seguintes escolas receberá essas atividades mensalmente: Escola Dr. Rui Barbosa, em Suape (maio), Escola-modelo Maria Thamar, em Enseada dos Corais (junho), Escola Dr. Humberto da Costa, no Engenho Pau Santo (setembro) e Escola Marquês do Recife, em Jussaral (outubro).

Ainda estão previstas a exposição dos quadros no mês de julho, na Secretaria Municipal de Educação, no Centro, e no mês de agosto, no Centro Cultural Mestre Dié, em Ponte dos Carvalhos. Em 20 de novembro, dia da Consciência Negra, os representantes nacionais do projeto farão um dia de encerramento do projeto com uma oficina pela manhã, na praça da Estação Central do Cabo e à tarde no auditório Luiz Alves Lacerda, em Garapu.
Texto e fotos: Diego Lós – Ascom SME/Cabo